Gestão de Pessoas

A Arte de Gerir Pessoas

Bem Vindos

Neste blog disponibilizaremos teorias, comentários, entrevistas e diversos tipos de materiais que contemplam questões da Gestão de Pessoas. O blog nasce com o intuito de levar informações desta área do mundo corporativo atual a todos os interessados. Comentários e críticas construtivas são bem vindas

sábado, 19 de junho de 2010

O contexto atual da administração de carreira

Para tratar do assunto Administração de Carreira usaremos o livro Administração de Carreiras – Uma Proposta para Repensar a Gestão de Pessoas do autor Joel Souza Dutra.

A administração de carreira atua tanto na estimulação ao planejamento e desenvolvimento de pessoas , como na estruturação das opções para encarreiramento oferecidas pela empresa. Existem diversos conceitos de carreira, segundo Dutra o mais adequado para o contexto do livro é o de London e Stumph (1982 : 4)

Para London e Stumph, carreira são as sequências de posições ocupadas e de trabalhos realizados durante a vida de uma pessoa, a carreira envolve ocorrência de transições que refletem necessidades, motivos e aspirações individuais, e expectativas e imposições da organização e da sociedade.

Observando só a perspectiva do indivíduo, a carreira engloba o entendimento e a avaliação de sua experiência profissional já da perspectiva da organização são englobadas políticas, procedimentos e decisões ligadas a níveis organizacionais, compensação e movimento de pessoas.

Estas perspectivas devem ser conciliadas pela carreira dentro de um contexto de constante ajuste, desenvolvimento e mudança. Segundo Dutra esta definição se adequa por não tratar a carreira como uma sequência linear mas como uma serie de estágios e transições que variam em função das pressões originadas dentro do próprio ambiente . Para finalizar a introdução do conceito carreira, Dutra cita que a carreira como elemento da conciliação dinâmica das expectativas entre a pessoa e a empresa.

Partindo para as mudanças ocorridas na década de 80, foi constatado que há necessidades de trabalhadores em continuo processo de qualificação e com maior moblidade profissional, é deste modo que surge a responsabilidade pela administração de carreira vista como sendo compartilhada entre a empresa e a pessoa, que repousa em alguns pontos:

- Critérios de ascensão profissional desvinculados da estrutura organizacional e dos títulos de cargo.
- Transparência dos critérios de ascensão, para dar visão do horizonte profissional oferecido pela empresa e clarificação das expectativas da empresa em relação as pessoas.
- Estímulo e apoio da organização na participação das pessoas na construção dos critérios de ascensão, comprometimento das pessoas em sua continua adequação às necessidades das pessoas e da empresa.

Insumos para o Planejamento de carreira

É apresentado por Dutra um modelo de London e Stumph (1982) que propõe uma de forma genérica as proposições de diversos autores para planejamento de carreira. Segundo esses autores, o planejamento de carreira depende de três tarefas de responsabilidade do indivíduo.
1. Auto avaliação – avaliação de suas qualidades, interesses e potencial para os vários espaços organizacionais.
2. Estabelecimento de objetivos de carreira – identificação de objetivos de carreira de um plano realista baseado na auto avaliação e na avaliação das oportunidades pferecidas pela empresa.
3. Implementação do plano de carreira – obtenção da capacitação e acesso as experiências profissionais necessárias para competir pelas oportunidades e para atingir metas de carreira.

``Meu espanto ante a capacidade da humanidade para criar um sistema tão monstruoso só é ultrapassado pelo estarrecimento ante sua disposição a tolerar a continuação de um dispositivo tão evidentemente destrutivo do bem estar e felicidade de seres humano. Como seria maravilhoso este mundo se o mesmo esforço, ou apenas metade dele, fosse dedicado a tornar o trabalho uma atividade alegre e criativa como pode ser`` Braverman (80) – ``Trabalho e Capital Monopolista``

Um trecho da entrevista de Mario Persona, professor e consultor em comunicação e marketing, com ênfase em desenvolvimento pessoal, é interessante quando o plano de carreira é tratado na perspectiva pessoal.

Seu plano de carreira deve acompanhar você por toda sua vida?
Mario Persona - Não é o plano que deve acompanhar o profissional, mas a visão estratégica de sua carreira, porque o mercado vai mudar muito rapidamente. Quem começa uma faculdade pode encontrar a profissão que escolheu completamente diferente quando sair da escola 4 ou 5 anos depois. Antigamente fazíamos planos para vinte anos, depois para dez, depois para cinco, para três... Hoje um terrorista qualquer assume o controle de um avião e muda o mundo em questão de minutos. A melhor estratégia hoje é a estratégia da mudança contínua, ou melhor, da prontidão para a mudança.

Acompanhe a entrevista completa através do site http://www.mariopersona.com.br

Para aqueles que se interessaram no assunto, fica a disposição também o vídeo de Mario Persona.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário